Banners Internas - Blog

Blog

Marketing Sensorial: como usar os 5 sentidos para envolver o público?

marketing-sensorial-como-usar-os-5-sentidos-para-envolver-o-publico.jpeg

Você já notou como determinadas lojas nos dão vontade de adquirir seus produtos apenas pelo prazer de estar no local? São ambientes que utilizam sabiamente o Marketing Sensorial como estratégia para atrair e manter o público.

Essa nova maneira de envolver as pessoas no processo de compra está cada dia mais sofisticada. As empresas exploram os sentidos das pessoas — visão, audição, tato, paladar e olfato — para criar envolvimento emocional entre elas e suas marcas. Acompanhe o post e saiba mais!

Aposte nos benefícios do Marketing Sensorial

As empresas perceberam que essa tática ajuda a comunicar sua mensagem mais claramente, criando uma diferenciação no mercado, uma vez que os clientes tendem a associar diretamente o estímulo explorado com a marca em questão.

Despertando os sentidos, o marketing sensorial cria uma ligação emocional mais intensa com o público, que se lembrará da sua marca com mais facilidade.

Isso também desperta a curiosidade de potenciais consumidores atraídos pelo diferencial da empresa, podendo prolongar essa relação de consumo. Esse relacionamento inovador resulta em uma série de vantagens:

  • estimular o desejo de compra;

  • fortalecer e posicionar a identidade da marca;

  • criar vínculo emocional do consumidor com a empresa;

  • engajar confiança com o público;

  • valorizar os produtos da marca.

Sabemos que a competitividade está alta, em parte pela semelhança entre os produtos e serviços oferecidos. Sendo assim, o que diferencia uma marca da outra é o tratamento dispensado ao público.

Fazer com que os clientes se sintam especiais passou a ser, muitas vezes, mais relevante que o preço do produto. As pessoas precisam se identificar com algo que consideram importante, ou simplesmente, sentirem bem-estar ao adquirirem um objeto que desejam.

No entanto, é fundamental compreender que esse tipo de estratégia funciona como reforço para alavancar as vendas e não deve ser visto como fator decisivo no momento da compra.

Descubra o melhor estímulo sensorial para explorar no seu negócio

Todo negócio tem potencial para explorar o marketing sensorial por meio de um sentido específico ou todos, dependendo do tipo de produto que você oferece. A ideia é conquistar uma vantagem competitiva. Mas, que tipo de sensação pode ser produzida em cada sentido?

Audição

Quando entramos em um estabelecimento, não estamos pensando na música que está sendo executada. Porém, uma vez lá dentro, esse detalhe pode ser um fator decisivo para a nossa permanência ou saída imediata.

Uma boa estratégia de marketing será pensada de forma a induzir o cliente a ficar no local. Se a música estiver entre os truques utilizados, deverá ser escolhida a dedo.

Visão e tato

A visão é o sentido mais usado para atrair a atenção do consumidor. Por isso, é o mais explorado na moda, design, arquitetura e outros ramos afins.

Hoje em dia, as lojas têm se transformado em verdadeiros espaços temáticos, com móveis confortáveis, cheios de interações que funcionam como estímulo para a compra, explorando cores, texturas e fantasias.

Paladar e olfato

Estudos indicam que o olfato é o mais emocional dos sentidos humanos. Ele desperta memórias que remetem imediatamente ao acontecimento de gravou aquela lembrança marcante.

A combinação do visual com o paladar e olfato cai muito bem em restaurantes e bares. Muitos investem na aparência aliada a aromas irresistíveis de comida fresca e bem preparada, que induzem as pessoas a comer mais.

Inspire-se nas marcas que usam essa estratégia

Algumas marcas vão além no uso do marketing sensorial, incorporando-o como método prático e até mesmo, como um produto.

As lojas Osklen e Leeloo transformaram seus aromatizadores de ambiente em linhas desenvolvidas para casa, tamanho o sucesso de suas essências usadas no interior das lojas.

A Maria Filó apostou em tecnologia, usando um recurso para permitir que os clientes experimentassem as roupas em casa — a realidade aumentada. A ação tinha o objetivo de divulgar uma coleção, que resultou em sucesso de vendas.

Hoje, os pontos de venda podem ser convertidos em locais de entretenimento. Assim, a oportunidade de experimentar um produto pode transcender o ato de comprar. As pessoas precisam ser tocadas em suas emoções a ponto de adotar a marca como parte de suas preferências.

Se você gostou do post sobre Marketing Sensorial, curta nossa página no Facebook e não perca nossas novidades!

Comentários

Envie seu comentário