Banners Internas - Blog

Blog

Conte sua história! Como aplicar o storytelling a favor da arquitetura?

conte-sua-historia-como-aplicar-o-storytelling-a-favor-da-arquitetura.jpeg

O que é que chama mais a sua atenção: uma lista dos componentes de uma casa ou uma história sobre a missão de construir casas que abrigariam sonhos e famílias? Embora a missão dos arquitetos seja proporcionar habitações, a segunda opção melhora o relacionamento com clientes — afinal, ela aplica o storytelling na área de arquitetura.

Mas o que é storytelling e como ele pode ajudar arquitetos no dia a dia dos projetos? É o que vamos entender a seguir!

O que é storytelling?

neurociência já comprovou os efeitos da ficção em nossos cérebros: descrições detalhadas, metáforas evocativas e personagens estimulam a mente a transformar a maneira como agimos. Os cientistas descobriram que as narrativas ativam uma série de partes do cérebro e por isso a experiência de ler é tão viva.

Uma dificuldade comum entre os arquitetos é a de demonstrar o valor dos próprios serviços. É comum que o cliente ache que um arquiteto apenas faz desenhos rápidos, sem enxergar toda a bagagem de conhecimento que envolve o trabalho desse tipo de profissional.

Por isso, com o storytelling, tudo muda. Ao relatar experiências passadas e problemas que já foram resolvidos, fica mais fácil entender o real valor da arquitetura. Daí a importância de aplicar o storytelling na experiência de marca.

O storytelling é o ato de contar hisórias. Isso não significa que, ao contar a história de sua empresa, você está aplicando o storytelling.

Na verdade, quando você aplica uma narrativa com início, meio e fim, trazendo relevância para o ouvinte, está utilizando esse recurso. O storytelling só ocorre quando você traz histórias relevantes para o público-alvo.

Um estudo da plataforma de marketing OneSpot divulgado na Fast Company mostrou que os americanos consomem mais de 100.000 palavras digitais todos os dias. 92% dos entrevistados gostariam de internalizar essas palavras em forma de histórias. Não dá para perder essa chance, não é mesmo?

Como aplicar o storytelling na área de arquitetura?

Todos nós gostamos de ouvir boas histórias. Mas como narrá-las e aplicá-las na área da arquitetura? É o que vamos conferir a seguir! 

Use a jornada do herói

Muitos profissionais acham difícil contar histórias, já que têm dificuldade de organizar os acontecimentos da narrativa. Felizmente, existe um modelo de história comumente aplicado na literatura, no cinema e no teatro e que pode servir como inspiração.

A jornada do herói traz um personagem central que tem uma perda material ou pessoal. Após isso, ele encontra um mestre, busca reparar os danos e fracassa. Guiado por um impulso, ele busca solucionar o problema, vai para uma grande batalha e volta como herói, recebendo um prêmio por isso.

Lembrou-se de alguma história? O Senhor dos Anéis, Harry Potter e Star Wars são ótimos exemplos da aplicação da jornada do herói.

Usando o arquiteto, você, como personagem, procure estabelecer links, mostrando como a elaboração de um projeto trouxe dificuldades e benefícios para todos os personagens envolvidos. 

Conte histórias verdadeiras

Você já viu como grandes vendedores, tais como Steve Jobs ou mesmo o personagem Don Draper, de Mad Men, atuam? Eles contam histórias verdadeiras que dialogam com quem assiste.

O próprio ofício da arquitetura já envolve muitos sonhos, já que uma casa ou um escritório abrigam projetos de crescimento, seja profissional ou no âmbito da família.

Isso acontece porque histórias falsas são facilmente perceptíveis. Como diziam as nossas avós, mentira tem perna curta, e hoje, com a internet, fica fácil apurar fatos. Você não quer diminuir a credibilidade de seu escritório, certo?

Crie personagens para os quais a sua audiência vai torcer

O storytelling exige que você crie personagens cativantes para os quais a audiência torça. Isso não significa que você precisa de personagens ficcionais ou mascotes. Embora personagens como o Ronald McDonald sejam efetivos ao apresentar as mensagens da marca, não são sempre necessários. 

Para isso, você pode verificar seu planejamento de marketing e usar as buyer personas para contar histórias sob a perspectiva delas. O importante é que você estabeleça uma conexão emocional entre o seu personagem e a audiência.

Entendeu como aplicar o storytelling na área de arquitetura? Curta a nossa página no Facebook e aprenda ainda mais dicas para destacar o seu escritório de arquitetura no mercado!

Comentários

Envie seu comentário